Últimas notícias

FUTEBOL - Sem dificuldade, Coritiba vence o Rio Branco e conquista o primeiro turno, garantindo vaga na final

Após um início ruim, time coxa se acertou na reta final da Taça Dionísio Filho


O Coritiba se tornou no domingo (25) o primeiro campeão da Primeira Taça, também chamada de Taça Dionísio Filho, troféu criado para premiar o melhor time do primeiro turno do Campeonato Paranaense, em formato semelhante ao que já existe no Rio de Janeiro há anos. A equipe da capital paranaense venceu de maneira fácil a equipe do Rio Branco por 3 a 0, e já está garantido na final do Estadual.

Embora no começo da partida o Rio Branco tenha encaixado bem a marcação, o Coritiba teve as melhores iniciativas, e o placar só saiu do zero aos 37 minutos do primeiro tempo. Alecsandro começou a jogada, passou para Júlio Husch; Iago cruzou com precisão e Alecsandro concluiu de cabeça.
Alecsandro também participou do segundo gol, marcado aos 15 minutos do segundo tempo. Ele chutou, mas a bola foi fraca e sobrou para Thalisson Kelven, que mandou de calcanhar para o fundo da rede.
Aos 23 minutos do segundo tempo, Guilherme Parede recebeu a bola de Julio Rusch, se desvencilhou da marcação, evitou sofrer uma falta dentro da área e chutou na saída do goleiro Jhones, marcando o terceiro gol da partida.
O técnico Maurílio Silva, do Rio Branco, saiu decepcionado da partida e com o desempenho da equipe. "Com certeza o trabalho foi muito bem feito e fizemos o que era possível que a equipe produzisse. Para muitos foi bom, mas para mim ficou faltando a conquista. Está difícil de digerir. Gosto de ficar sempre no topo", afirmou. Ele ressaltou que o que foi determinante para a derrota foram os erros que a equipe teve. "Não fomos perfeitos como fomos em outros jogos", lamentou. Na semifinal, o Leão da Estradinha o sub-23 do Atlético na Baixada.
No outro vestiário, os jogadores do Coxa estavam todos felizes, mas o técnico Sandro Forner destacou que essa conquista foi uma etapa. "Com esse título a gente consegue organizar melhor as coisas. Na quarta-feira tem outro desafio, contra o Goiás, que vai trazer um jogo aberto para Curitiba", apontou, mencionando o duelo válido pela terceira fase da Copa do Brasil.
Sobre a campanha complicada no início, ele destacou que sabia que seria difícil organizar o time pela questão de tempo. "É difícil direcionar algumas coisas. Os jogadores precisam de repetição. Depois da vitória em Beltrão mudamos bastante. Minha ideia foi colocar jogadores que conheciam a maneira que eu queria que jogassem. Mesmo sendo jovens, como eles começaram a dar resposta as coisas foram acontecendo", apontou o técnico do Coxa.

Em Curitiba
Coritiba 3
Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romercio, Léo Andrade; Vítor Carvalho (João Paulo), Júlio Rusch; Thiago Lopes, Iago (Pablo) e Guilherme Parede (Kady); Alecsandro
Técnico: Sandro Forner

Rio Branco 0
Jhones; Raul, Thiagão , Victor (Éverton Maringá) e Fernando Fernandes; Marco Túlio (Eric, Damião), Kessi; Camargo; Eric, Rodrigo Jesus e Vandinho
Técnico: Maurílio Silva

Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Estádio Couto Pereira
Público e renda:
Cartões vermelhos: Thiagão (33' 2T)
Gols: Alecssandro (37'1T), Thalisson Kelven (15' 2T) e Guilherme Parede (23' 2T)
Vítor Ogawa
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário