Últimas notícias

Polícia investiga situação de abuso de bebida alcoólica e estupro envolvendo jovem de 15 anos em Cornélio Procópio

De acordo com a Polícia Militar de Cornélio Procópio, no início da madrugada de domingo (18), durante patrulhamento pela Rua João Reghin, nos arredores do Lago São Luiz, uma equipe da Rádio Patrulha percebeu uma luz acessa no interior de uma construção abandonada, o que motivou uma varredura pelo local.

Segundo registrado pela equipe policial, no interior da construção foram encontrados um grupo de jovens, sendo um deles um rapaz maior de idade, com 18 anos, dois garotos de 12 e 15 anos e duas irmã menores, uma de 13 anos e outra de 15.

Conforme descrito pelos policiais, o jovem maior de idade segurava a adolescente de 15 anos, que se encontrava totalmente embriagada e sem sentidos.

Ao colocarem a garota em um colchão que se encontrava no local, os policiais perceberam que ela estava sem as roupas íntimas, as quais foram encontradas em outro cômodo da construção abandonada.

No local também foram encontrados três pequenos frascos de plástico de aguardente (corote), uma deles ainda com a bebida gelada pela metade.

Questionados sobre a bebida, a princípio os jovens afirmaram desconhecer, porém pouco depois informaram que compraram em um depósito de bebidas localizado nos arredores da área central da cidade, mas, não relataram que teria sido o responsável pela compra.

Os jovens ainda foram questionados da razão da jovem de 15 anos, que se encontrava em profundo estado de embriaguez e sem as roupas íntimas, porém, ninguém soube responder.

Diante dos fatos, o Conselho Tutelar foi acionado, como também a equipe do SAMU para encaminhamento da menor alcoolizada para a Santa Casa, onde a mãe foi avisada da situação que foi encontrada a sua filha.

Posteriormente, ao saber do ocorrido, o padrasto das meninas apresentou aos policiais um aparelho celular da enteada de 15 anos, onde o mesmo mostrava conversas anteriores de sua filha menor com o acusado, o rapaz de 18 anos.

O rapaz maior de idade foi conduzido à sede da PM na 1ª Companhia junto aos menores, onde foi questionado se havia mantido relações sexuais com a menina, mas este negou, afirmando que ela o teria chamado para se encontrarem, onde ocorreram apenas beijos, tanto momentos antes na construção abandonada, como no dia anterior, apenas isso.

Em virtude da situação que não ficou esclarecida, o rapaz foi encaminhado para a 11ª SDP, na Polícia Civil para maiores depoimentos, informou a PM.

Para o Capitão Talhetti, responsável pelo Setor de Comunicação do 18ª Batalhão de Polícia Militar, que falou sobre este caso em particular, a situação é delicada e se for comprovado, a situação pode se desenrolar em pelo menos dois crimes.

A princípio deve ser verificado se houve a conjunção carnal, que deve ser constatada através de exame médico na adolescente e se foi consensual, caso contrário, implica no crime de estupro.

Há também a incidência de aliciamento de menores, visto que quatro menores estavam acompanhados de um maior de idade fazendo uso de bebida alcoólica, que a polícia deverá investigar a procedência.

O Capitão Talhetti fez um alerta aos pais, salientando que antes do aspecto criminal, os responsáveis devem ficar alertas, acompanhado pontualmente o comportamento e as pessoas que acompanham seus filhos, como também os locais que frequentam para não atrapalhar o futuro dos jovens.

Informações Portal Anuncifacil/ Texto Ênio Trevizai / VIA ODAIR MATIAS

Nenhum comentário