Últimas notícias

ESPORTE LONDRINA - Handebol aposta em elenco jovem para 2018




A equipe de handebol da MRV/Unimed/Unicesumar/Paiquerê FM/Londrina voltou aos treinos nesta segunda-feira (2) para a temporada 2018. Depois de um 2017 positivo, o time londrinense aposta mais uma vez em jogadores jovens para brigar por títulos este ano. No ano passado, o Londrina foi o terceiro colocado no Campeonato Paranaense e quarto na Liga Nacional.

A equipe sofreu uma reformulação no elenco, com a saída de alguns jogadores importantes, como Matheus Novais, o Bahia, o uruguaio Gabi, que está indo para a Turquia, além de Marcão, Tchello e Andrey. Do grupo de 2017, permaneceram no clube Ítalo Ribeiro, Gustavo Salvador e Felipe Bastos.

Entre as contratações, destaque para o central Wagner Silva e o meia-esquerda Danilo Vasquez, que retornam após terem jogado em Londrina em 2016. "Estou muito empolgado em voltar. A cidade é incrível, me identifiquei muito com a torcida e aprendi muito. Volto mais maduro e com muita vontade de ajudar a equipe a conquistar os objetivos", afirmou Wagner. Quem também chega é o armador direito Kézio, vindo de Santa Catarina.

Longe de ter o orçamento dos grandes clubes, o Londrina aposta em jogadores novos, assim como tem acontecido nos últimas temporadas. A média de idade do elenco para este ano é de 22 anos. Ainda da categoria júnior, chegam ao time Edvaldo Junior, Rafael Martins e Juliano Castro. Da base londrinense, o central Felipe Rodolfo também terá uma chance no time principal. "São atletas de qualidade, apesar da juventude. Vamos brigar novamente pelas primeiras posições. No ano passado, tínhamos uma equipe que também era muito jovem e conseguimos grandes feitos. A expectativa é de mais um ano de desenvolvimento", apontou o técnico Giancarlos Ramirez.

A primeira competição do ano será o Campeonato Paranaense, que começa no dia 14. Nas primeiras rodadas, Londrina enfrenta Corbélia e Jussara. A equipe volta a disputar este ano também os Jogos Abertos do Paraná. A Liga Nacional está programada para começar em junho e deve contar com 34 equipes.

"Vamos fazer do Paranaense uma laboratório para analisarmos o grupo durante a competição e depois irmos em busca de contratações pontuais. Mas devem chegar pelos menos mais dois reforços para a Liga", afirmou Ramirez.

Orçamento
A equipe londrinense conseguiu manter os seus principais patrocinadores de 2017 e aguarda a aprovação do seu projeto junto ao Feipe (Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos) da FEL (Fundação de Esportes de Londrina) para fechar o orçamento. O recurso de verba pública destinado ao handebol este ano é de R$ 200 mil, acima dos R$ 130 mil recebidos em 2017.
Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário