Últimas notícias

Padrasto é condenado a mais de 21 anos de prisão pela morte de criança, em Ibiporã


Um homem de 30 anos foi condenado pelo Tribunal do Júri a 21 anos e quatro meses de prisão pela morte do enteado de dois anos, em janeiro de 2016, em Ibiporã, no norte do Paraná. O julgamento foi na quinta-feira (10).
Conforme a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), enquanto a mãe da criança trabalhava, Thiago Roberto Saraiva, à época com 28 anos, espancou o menino com extrema violência nas costas e no tórax.
A morte, segundo a denúncia, foi provocada em decorrência de lesões pulmonares, ruptura do fígado e hemorragia interna.
O crime foi considerado triplamente qualificado por dificultar a defesa da vítima, ser provocado por motivo fútil (a criança não parava de chorar) e pelo emprego de meio cruel, de acordo com a promotoria.
Ainda segundo o MP-PR, Saraiva estava preso preventivamente, inclusive cumprindo pena pela prática de outros crimes, e não poderá recorrer em liberdade.
O caso
O menino morreu após ser atendido em um hospital de Ibiporã na noite do dia 20 de janeiro de 2016.
A Polícia Militar (PM) informou à época que o padrasto ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) relatando que o garoto havia caído de um beliche e se engasgou com leite.
No entanto, a médica plantonista suspeitou das extensões dos ferimentos e chamou a polícia. Saraiva fugiu quando os policiais chegaram ao hospital, mas foi preso no dia 21 de janeiro de 2016.

FONTE – G1 PARANA

Nenhum comentário