Últimas notícias

TUBARÃO FICA DEZ DIAS SEM JOGOS - Tempo para descansar

A folga de 10 dias na tabela da Série B nunca foi tão comemorada como agora no Londrina. Depois da maratona de jogos, o alviceleste só volta a campo no dia 11 e espera utilizar este período para recuperar fisicamente o elenco, contar com o retorno de alguns jogadores que estão machucados e buscar substitutos para os suspensos do jogo contra o Atlético Goianiense. Será o reencontro do Tubarão com Cláudio Tencati.

O desgaste por ter feito duas partidas em menos de 72 horas foi muito sentido pelos atletas no empate em 1 a 1 com o Fortaleza. O técnico Marquinhos Santos chegou a criticar a tabela do Brasileiro, que fez com que o LEC fosse o único time a jogar no sábado à noite e na terça-feira à tarde. "Vai ser importante esta parada porque o início para nós tem sido muito complicado. Nas cinco rodadas são três jogos fora de casa e agora vamos para Goiânia, onde a umidade do ar e o calor são muito intensos", ressaltou o treinador.

Esse intervalo será positivo também para alguns atletas que estão saindo do departamento médico e se recondicionado para voltarem a jogar. Para o confronto diante da equipe de Tencati, o goleiro César e o zagueiro Dirceu estarão à disposição de Marquinhos Santos. "Ficamos todos muito cansados e agora é descansar bem porque a Série B é muito corrida", confessou o lateral Roberto.

O tempo sem jogos será importante ainda para o treinador encontrar alternativas para suprir a ausência de três titulares. De uma vez só Moisés, Marcelinho e Patrick Vieira tomaram o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir suspensão automática. Outro problema é Safira, que foi substituído ainda no primeiro tempo, com uma lesão na coxa.

"Vamos estudar bem as opções que temos e trabalhar com sabedoria para preparar o time. Temos consciência de que ainda falta ofensivamente e precisamos melhorar a performance no último terço de campo. Mas, o time vem evoluindo", afirmou Santos.

Inofensivo
Além de fazer poucos gols – foram apenas três em quatro partidas -, o Londrina agride pouco o adversário. No jogo com o Fortaleza, o alviceleste finalizou apenas seis vezes, das quais somente o gol de Safira foi na direção certa. Como comparação, o time cearense finalizou 13 vezes, sendo seis no gol.
"Entendo que precisamos propor mais o jogo e ficar mais com a bola no pé porque nosso time também tem qualidade", observou o lateral Roberto. Na terça-feira, o LEC teve apenas 38% da posse de bola contra 62% do Fortaleza.

Estaleiro
O atacante Dagoberto segue sem previsão de volta. Depois de ficar duas semanas fazendo tratamento em Curitiba, o jogador retornou a Londrina para dar sequência a sua recuperação no clube. Com uma lesão no músculo posterior da coxa, Dagoberto será submetido a um novo exame de imagem em 15 dias e, dificilmente, volta a atuar em menos de um mês. Já o zagueiro Silvio e o volante Jardel seguem na fase de transição, mas também não têm um prazo para retornarem. O volante Romisson, que torceu o tornozelo na estreia, deve voltar aos treinos ao longo desta semana.
Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário