Últimas notícias

Ideb comprova queda na qualidade daeducação do Paraná, diz João Arruda

Arruda: A Operação Quadro investigou o desvio de mais de R$ 40 milhões que eram para construção de novas escolas no Paraná
Foto: Eduardo Matysiak
O sucateamento, aliado a falta de incentivo aos professores e melhores condições aos alunos, fez a educação pública do Estado despencar. "Não temos nada para comemorar. A qualidade do ensino público do Paraná caiu”, afirmou João Arruda, candidato a governador do MDB, sobre o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado na segunda-feira (3).

De acordo com o Ideb, nos últimos dois anos, a qualidade da educação do Paraná caiu de 5º, em 2017 com 3,9, para o 8º lugar em 2017, com 4 pontos, abaixo da meta projetada, que era de 5. "Tudo isso, graças ao governo Beto Richa, que tinha como secretário de Desenvolvimento Urbano, o Ratinho Junior e a vice Cida Borghetti", disparou João Arruda.

Os escândalos de corrupção envolvendo a construção de novas escolas também contribuíram para a queda na qualidade da educação do Paraná, lembra João Arruda. A Operação Quadro investigou o desvio de mais de R$ 40 milhões de recursos que eram destinados a novas unidades de ensino, mas acabaram em campanhas de Beto Richa e aliados.

Mudança de foco
Para João Arruda, será preciso trabalhar muito a partir de 2019 para melhorar a educação e os índices do Ideb.  "Mas os resultados não serão imediatos. Os índices do ano que vem, ainda terão reflexos do atual governo", afirma. "Os números começarão a melhorar de maneira mais consistente a partir de 2020", ressaltou.

O candidato do MDB já assumiu compromisso de garantir que o professor tenha um terço de seu tempo para se dedicar ao preparo das aulas. "Isso vai melhorar a qualidade do ensino e fazer com que melhore também a qualidade de vida do professor, que deixará de utilizar seu tempo livre para preparo de aulas", disse João Arruda.

Que completou: "Vamos analisar os números com muita responsabilidade e não se comprometer com os professores, com aquilo que não podemos cumprir. A minha vice é professora da rede pública de ensino e conhece o dia a dia das escolas do Paraná".

Nenhum comentário