[Fechar]

Últimas notícias

Eleitora que quebrou urna eletrônica nas eleições de 2018 é condenada a pagar multa


A eleitora que quebrou uma urna eletrônica nas eleições de 2018 em Ibiporã, no norte do Paraná, foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) a pagar multa de um salário mínimo e prestação de serviços à comunidade.

Em outubro de 2018, no primeiro turno das eleições, Drielly Mendes, de 25 anos, foi flagrada tentando danificar uma urna e sujou o equipamento com sangue. Ela saiu correndo e foi até uma outra sala, onde conseguiu quebrar um equipamento.

O aparelho foi substituído e ela foi presa em flagrante, mas foi autorizada pela Justiça a responder ao processo em liberdade.

O advogado de Drielly, Rômulo Martins, disse que a decisão foi correta, pois o Tribunal reverteu a sentença inicial que previa prisão no regime semi aberto por cinco anos.

FONTE – G1 PR

Nenhum comentário