[Fechar]

Últimas notícias

Empresas de vans e microônibus pedem apoio para rever aumento de tributos


 Representantes de empresas de fretamento de turismo da Região Metropolitana de Londrina pediram apoio ao deputado estadual Tercilio Turini para interceder junto ao Governo do Paraná na cobrança de tributos sobre a atividade. Eles argumentaram que estavam enquadrados no Simples, pagando impostos e taxas suportáveis, mas agora precisam fazer os recolhimentos com base em lucro presumido nas viagens dentro do estado.


"É uma situação complicada porque aumenta muito o valor que temos de pagar. Estamos em contato com deputados para nos auxiliarem na revisão dessa nova norma", diz Aline Faion, da Silvestre Tur, de Londrina. Ele informa que centenas de pequenas empresas que atuam com vans, microônibus e ônibus de fretamento para transporte de passageiros foram afetadas no Paraná.


"Os valores cobrados nas autorizações do DER para viagens sobem muito com a cobrança por lucro presumido das empresas, inviabilizando o negócio", relata Aline, citando que a ANTT aceita que as empresas estejam inscritas no Simples nos deslocamentos nacionais, mas nas viagens no Paraná (para destinos fora das regiões metropolitanas) o pagamento agora é pelo lucro. Segundo a empresária, numa ida e volta de Londrina a Maringá a taxa é de R$ 40,00 pelo Simples e vai para R$ 170,00 no lucro presumido.


Tercilio Turini vai conversar com outros deputados estaduais para levarem o problema ao governo estadual e verem o que é possível fazer. "Vamos buscar mais informações da Secretaria da Fazenda e do DER para tentar colaborar com as empresas de fretamento", afirmou o deputado de Londrina.


Também participaram da reunião hoje de manhã com o deputado estadual Tercilio Turini os empresários José Silvestre (Silvestre Tur), Mario e Leonan Kawashiza (Papaléguas Turismo, de Rolândia) e Cleber Nakao (Nakatur, de Londrina).

Nenhum comentário

UA-102978914-2