[Fechar]

Últimas notícias

ENFERMEIRA ACUSADA DE MANDAR ASSALTAR E ESFAQUEAR EX-MARIDO EM ARAPONGAS É PRESA


 Uma enfermeira moradora de Maringá e quatro indivíduos moradores de Toledo, na região oeste do estado, foram presos acusados de terem praticado um roubo e na sequência ferido a vítima com golpes de faca em Arapongas na madrugada desta terça-feira (14). As prisões aconteceram no Jardim Alvorada, zona norte de Maringá, porém, o fato aconteceu na cidade de Arapongas.

Conforme informações das Polícias Civil e Militar, a mulher contratou um dos indivíduos presos para assaltar o ex-cônjuge, e agredi-lo durante o roubo. O homem contratado chamou outros três indivíduos para praticarem o crime.
Ainda segundo as autoridades policiais, durante as diligências foi apurado que a mulher pagaria 20 mil reais em espécie e um carro avaliado em 35 mil ao rapaz contratado para colocar o crime em prática. Os outros três indivíduos receberiam o carro da vítima.
Durante a madrugada o bando foi até a cidade de Arapongas e invadiu a residência da vítima. Lucas Aparecido Joaquim, de 36 anos, entrou em luta corporal com os indivíduos. Ele foi esfaqueado nas costas. Os suspeitos fugiram do local levando o carro do morador, um notebook, entre outros objetos.
Lucas ligou para o 190 e comunicou o fato. Enquanto era socorrido, ele disse suspeitar da ex-companheira e que ela havia arquitetado toda a ação. A PM de Arapongas entrou em contato com o 04 BPM e logo na sequência os suspeitos foram presos. Eles estavam com o carro da vítima, próximo à residência da enfermeira em Maringá.
A PRISÃO
Enquanto o delegado plantonista, Dr Victor Batista, realizava a lavratura do flagrante, a enfermeira espontaneamente chegou na delegacia. Ela disse que uma equipe da PM havia ido na sua casa, e que ela não estava no imóvel. Ela afirmou querer saber o que estava acontecendo e após ser interrogada pela autoridade policial recebeu voz de prisão.
Ela relatou que apenas pediu que um dos rapazes pegasse o notebook que era de sua propriedade. Também negou ter arquitetado a ação criminosa sofrida pelo ex-marido. A enfermeira afirmou que já havia sofrido violência doméstica por parte da vítima e na época procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência. Diante de várias evidências e provas, o delegado decidiu pela prisão da mulher.
Todos foram autuados pelo crime de roubo majorado, com emprego de arma branca e associação criminosa. A enfermeira e os quatro homens estão recolhidos a disposição da justiça no mini-presidio de Maringá. A vítima não corre risco de morte. O caso segue sob investigação por parte da Polícia Civil.
Informações: Corujão Notícias
LONDRINA NEWS.

Nenhum comentário

UA-102978914-2