Últimas notícias

A difícil sexta-feira de Beto Richa: juiz bloqueia R$ 166 milhões da família

Não foi fácil para Beto Richa & família atravessar esta sexta-feira (8). Primeiro, a notícia e as fotos estampadas à tarde em manchete pelo jornal O Globo em que o ex-governador aparece com amigos desfrutando férias em hotel de luxo em Miami – supostamente, segundo o delator da Quadro Negro, o ex-amigo Maurício Fanini, com dinheiro desviado da construção e reforma de escolas públicas.

E agora à noite revela-se que o juiz federal Paulo Sergio Ribeiro, da 23.ª Vara Criminal, decretou a indisponibilidade de bens da família Richa no valor de R$ 166 milhões como precaução para cobrir o ressarcimento por atos ilícitos investigados pela Operação Integração, que apurou pagamento de propinas pelas concessionárias de rodovias do Paraná.

O juiz não perdoa a espécie de bens, apenas estabelece o limite de valor total em R$ 166 milhões: imóveis, automóveis, depósitos bancários e aplicações financeiras de qualquer espécie, participações societárias, além do patrimônio registrado em nome das empresas BFMAR e Ocaporã que têm como sócios Fernanda Richa e filhos.

Segundo a decisão, o bloqueio dos bens serve para evitar possíveis tentativas de dilapidação e ocultação – sintoma já percebido com a constatação de recente resgate de R$ 614 mil das contas correntes em nome da ex-primeira dama.

O contador da família, Dirceu Pupo Ferreira, que se encontra preso e figura como réu da ação penal resultante da Operação Integração, também sofreu o bloqueio de bens no montante de R$ 4,5 milhões.

Conteúdo – Celso Nascimento “O Contraponto”/ VIA ODAIR MATIAS

Nenhum comentário