Recuperação de estradas do Norte Pioneiro deve superar R$ 32 mi




Valor pode ser ainda maior, DER finaliza levantamento e projetos de alguns trechos

Fotos: Anderson Coelho
Além das chuvas de janeiro, a região foi fortemente afetada por uma tempestade na semana passada
Um radar da BR-369 foi derrubado pelo vento na região de Cornélio Procópio

Bandeirantes - A recuperação das estradas que interligam o Norte Pioneiro avariadas com as chuvas de janeiro custará aos cofres do Governo do Paraná cerca de R$ 32 milhões. Esse valor, no entanto, ainda pode aumentar, já que, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), alguns trechos ainda estão em fase de levantamento e elaboração de projetos. Uma única obra, no trecho entre da PR-436, entre Bandeirantes e Itambaracá –, um dos mais atingidos, concentra praticamente metade do investimento.
Segundo relatório atualizado do órgão, dos cinco trechos que necessitam de reformas, apenas um já teve obras concluídas. É o da PR-538 - entre o entroncamento da PR-445 até o distrito de Patrimônio Regina, em Londrina - que teve recuperadas a cabeceira da ponte sobre o Rio Taquara e a ponte sobre o Rio Independência. De acordo com o DER, ainda foram revitalizados três aterros e as canaletas das margens da rodovia.
Outras duas estão em andamento. Na PR-436, entre Bandeirantes e Itambaracá, o DER já iniciou a construção da nova ponte sobre o Rio das Cinzas. De acordo com o projeto, a travessia terá 210 metros de comprimento e investimento de R$ 15,1 milhões. O órgão informou ainda que está em fase de testes a balsa Araguaia, que fará a travessia emergencial do Rio das Cinzas, até a conclusão da ponte. A previsão é que a balsa esteja operando na próxima semana. O prazo para construção da ponte é de 130 dias.
Ainda na PR-445, as equipes estão se deslocando, nos próximos dias, para a recuperação de pontos afetados pela chuva ao longo da rodovia, entre Londrina e Mauá da Serra. Será feita a recuperação do pavimento, de aterros e pontes.
Entre os pontos que ainda aguardam por obras está o da PR-151, em Wenceslau Braz, onde houve queda de aterro. O DER informou que os técnicos estão concluindo o projeto. A previsão é que as obras sejam iniciadas nas próximas semanas.

PREJUÍZOS
A Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop) calcula que o prejuízo de todas as cidades somados ultrapassem os R$ 10 milhões. Segundo a presidente, Clea Márcia Bernardes de Oliveira, entre as cidades que ainda enfrentam grandes problemas por conta das chuvas estão Bandeirantes, Itambaracá, Congonhinhas, Assaí e Cornélio Procópio. "Em Itambaracá, por exemplo, as pessoas ainda têm que andar cerca de 30 quilômetros a mais para ir a Londrina. Está bem complicado", apontou.
A Amunop interveio junto ao Governo do Paraná para solicitar emergência e tomada de medidas para priorizar a recuperação do acesso de famílias que moram nas áreas rurais. "A dificuldade tem sido grande para conseguir fazer a manutenção das estradas, realizar o transporte escolar, por exemplo", citou.
Devido aos grandes prejuízos com as chuvas de janeiro, mais de 30 municípios do Norte e Noroeste do Paraná decretaram situação de emergência. A maioria ainda aguarda resposta sobre projetos que viabilizem verbas para obras de recuperação.
Rafael Souza
Reportagem Local
FOLHA DE LONDRINA
Recuperação de estradas do Norte Pioneiro deve superar R$ 32 mi Recuperação de estradas do Norte Pioneiro deve superar R$ 32 mi Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:48:00 Rating: 5

Anúncios