Últimas notícias

Médicos podem suspender atendimento em hospital de Ibiporã

A saúde financeira do Hospital Cristo Rei, sediado em Ibiporã, pode acarretar um sério problema para os pacientes que procuram atendimento na unidade, que hoje atende uma população 110 mil habitantes: a paralisação no atendimento. A possibilidade foi levantada pelos médicos plantonistas que estão há 60 dias sem receber salários após uma reunião com o corpo clínico. 

Durante o encontro, o interventor do Cristo Rei, Luis Oporto, reiterou que "lida com dificuldades por conta do bloqueio do Ministério do Trabalho nas contas do hospital. Ingressamos com uma liminar para receber os R$ 116 mil há duas semanas, o que foi negado pela Justiça. Agora, vamos tentar com reverter essa decisão com um mandado de segurança", disse. 

Reprodução/TB News
Reprodução/TB News


Todo mês, a direção do Cristo Rei precisa pagar R$ 400 mil a todos os funcionários, além de R$ 350 mil gastos somente com os médicos plantonistas. No final da reunião, a categoria elaborou um documento, dando prazo de 15 dias para que alguma providência fosse tomada. "Por conta do bloqueio judicial, não temos recursos suficientes para saldar essas dívidas", comentou Oporto. 

O interventor está confiante na resposta que a Secretaria Estadual de Saúde deve dar sobre o problema. "Temos um encontro agendado para a semana que vem. Sem dinheiro, não há como manter o serviço", ressaltou. Hoje, 75% do atendimento feito pelo Cristo Rei vem do Sistema Único de Saúde (SUS).

BONDE

Nenhum comentário