Paranaense - À espera de (mais) um milagre



Como nas quartas de final, PSCT é novamente goleado por 3 a 0 em casa e terá que reverter a desvantagem contra o Coritiba na capital para chegar à decisão

Ricardo Chicarelli
O Coxa insistiu nas cobranças de falta e escanteios até conseguir abrir o placar, no fim do primeiro tempo

O sonho do PSTC Procopense de ir à final do Campeonato Paranaense logo no ano de seu debute na elite do futebol estadual ficou mais distante. Em casa, a equipe que desafia o domínio da capital nas semifinais falhou demais na defesa e acabou goleada por 3 a 0 pelo Coritiba, ontem à tarde, no Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio. Os gols foram anotados por Luccas Claro, Thiago Lopes e Juan.
A heroica classificação diante do J.Malucelli nas quartas de final deixou time e torcida confiantes. Pouco mais de 2 mil simpatizantes do Leão do Norte encheram o estádio para empurrar o time pra cima do Coritiba. Mas em campo, os donos da casa decepcionaram. Erraram demais na defesa e pouco criaram no ataque. Por outro lado, o Coxa soube aproveitar as chances que teve para marcar o placar elástico.
O que se viu em campo foi um jogo de pouca criação em ambos os lados. A principal arma dos dois times foi a bola parada. E foi assim que o PSTC quase abriu o placar aos 10 minutos, após Rafael Lemos bater falta, a bola passar por todo mundo, menos pelo goleiro Élisson. Até a parada técnica, o time da casa segurou as pontas, mas depois só deu Coxa. A equipe de Gilson Kleina insistiu nas cobranças de falta e escanteios até conseguir o gol, aos 43 minutos. Juan bateu tiro de canto e Luccas Claro subiu mais que todo mundo para fazer o primeiro do Coritiba.
Já sem os suspensos Jenison e Afonso, seus principais jogadores, a coisa piorou para o Leão do Norte, que perdeu o volante Makelelê, lesionado, ainda na primeira etapa. Grande destaque do PSTC na partida, o goleiro Lucas foi do céu ao inferno. Responsável por segurar o ataque coxa-branca com pelo menos cinco defesas difíceis, ele acabou falhando no segundo gol alviverde, aos 34 minutos da segunda etapa. Juan, de novo, bateu escanteio, o arqueiro passou em branco na pequena área e Thiago Lopes apareceu para ampliar.
O agora meia, ex-jogador de Flamengo, Santos e São Paulo, foi o nome do Coxa em campo. Depois de duas assistências, ele ainda deixou o seu já nos minutos finais da partida. O veterano jogador recebeu lançamento, deixou Tayron falando sozinho e, com muita tranquilidade, bateu na saída de Lucas para fechar o marcador.
Se quiser avançar às finais, o PSTC agora terá que repetir o que fez diante do J.Malucelli, quando também perdeu a primeira partida em casa por 3 a 0, devolveu o placar na capital e venceu nos pênaltis. O duelo de volta será no próximo sábado, às 16 horas, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba.

EM CORNÉLIO PROCÓPIO

PSTC Procopense 0
Lucas; Léo, Spice, Tayron e Índio; Makelelê (Neto), Rafael Lemos, Fauver e Baroni (Alex dos Santos); Caxambu e Lucão (Igor). Técnico: Reginaldo Vital

Coritiba 3
Élisson; Ceará, Luccas Claro, Juninho e César Benítez; Alan Santos, João Paulo, Dudu (Thiago Lopes) e Juan; Negueba (Vinícius) e Ortega (Leandro). Técnico: Gilson Kleina

Árbitro: Adriano Milczvski
Estádio: Ubirajara Medeiros
Gols: Luccas Claro, aos 43 minutos do primeiro tempo; Thiago Lopes, aos 34, e Juan, aos 44 minutos da segunda etapa
Público: 2.180
Renda: R$ 62.480
Rafael Souza
Reportagem Local/folha de londrina
Paranaense - À espera de (mais) um milagre Paranaense - À espera de (mais) um milagre Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:59:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios