Tite nega favoritismo em clássico contra Palmeiras



Segundo o treinador do Verdão, Cuca, time precisa evoluir muito, mesmo se vencer o rival que está na liderança geral do Paulistão

Leonardo Benassato/Futura Press/Estadão
Elias pode reforçar o Corinthians no clássico para ganhar ritmo de jogo, pensando na Libertadores

São Paulo - Já classificado como líder geral do Campeonato Paulista, o Corinthians chega para o clássico contra o Palmeiras, hoje, às 16h, em uma situação bem mais tranquila que o rival, que ainda briga por uma vaga na próxima fase. Para o técnico Tite, no entanto, não há um favoritismo para a partida.
"Tenho respeito do outro lado e respeito ao meu trabalho", afirmou. "São equipes de nível muito alto. Não há favoritismo em clássico, isso não é clichê. Se fosse eu, seria eu contra o Cuca. Mas é Corinthians contra Palmeiras, uma dimensão maior", afirmou o treinador.
Questionado sobre o zagueiro Felipe, de volta ao time depois de sua primeira convocação para a seleção brasileira, Tite pediu para que o defensor tenha naturalizada maior e encare a convocação como algo comum. Por causa do show da banda Coldplay, que acontecerá no Allianz Parque, o confronto será realizado no Pacaembu, antiga casa do clube alvinegro.
'Quando estávamos chegando de ônibus ao Pacaembu fica inevitável a sensação da Libertadores', afirmou Tite, relembrando o título continental em 2012. Durante o treino no estádio na última sexta-feira, Elias treinou e pode aparecer entre os titulares. Assim, o Timão pode entrar com força máxima no clássico. A ideia de Tite é dar ritmo de jogo ao volante, que não atua desde o dia 17 de fevereiro - 12 jogos ausentes. Pelos treinos, ele mostrou que está bem, recuperado da lesão na perna esquerda.

PALMEIRAS

Vencer o Rio Claro foi fundamental não só para o Palmeiras seguir com chances de classificação no Paulistão, mas também mudou o astral do elenco antes do clássico. Para o meia-atacante Gabriel Jesus, autor de um golaço na partida de quinta-feira, o time precisava vencer para melhorar a parte psicológica. "Dá tranquilidade e moral essa vitória. Tínhamos a obrigação de ganhar. Agora é colocar a cabeça no lugar para fazer uma boa sequência", projetou.
O comandante Cuca segue na mesma linha e afirma que, mesmo que vença o melhor time do Paulistão, o rival Corinthians, o time ainda tem muito a evoluir nos próximos jogos. Com 18 pontos e na segunda colocação do Grupo B, o Palmeiras depende apenas de si para se classificar. Se ganhar do Corinthians, dá um passo importante em busca da vaga nas quartas e um pouco mais longe da crise. Mas Cuca freou a empolgação. "A gente pode melhorar", avisou.
O meia Dudu voltou a treinar na última sexta-feira, mas ainda é dúvida para enfrentar o Corinthians. "Vamos conversar com o departamento médico para ver como foi a evolução dele [Dudu], para ver se ele fica à disposição ou não. 90% não serve. Tem que estar 100%", disse o técnico Cuca. No dia 24 de março, Dudu se machucou na derrota do Palmeiras para o Red Bull, 2 a 1. A lesão muscular na coxa direita, porém, foi polêmica porque, inicialmente, o jogador disse que não havia pedido para sair e a decisão havia sido do treinador. No dia seguinte, fez um exame e foi confirmada a lesão. O desfalque certo para domingo é o volante Matheus Sales, que está suspenso. (Com Agência Estado)

Em São Paulo

PALMEIRAS - Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Arouca, Thiago Santos e Robinho; Gabriel Jesus, Alecsandro e Barrios. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Guilherme e Giovanni Augusto; Lucca e André. Técnico: Tite

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza

Horário: 16h

Local: Pacaembu
Folhapress
FOLHA DE LONDRINA
Tite nega favoritismo em clássico contra Palmeiras Tite nega favoritismo em clássico contra Palmeiras Revisado por Blog do Chaguinhas on 06:20:00 Rating: 5

Anúncios