Paraná registra mais cinco mortes por dengue




Óbitos foram confirmados nas cidades de Paranaguá, Foz do Iguaçu e Maringá


O número de casos de dengue registrados em todo o Paraná já soma mais de 42 mil desde agosto do ano passado, quando teve início o chamado ciclo epidemiológico da doença. Mais cinco mortes foram contabilizadas em relação a última semana, sendo três em Paranaguá, uma em Foz do Iguaçu e uma em Maringá. Desde agosto, 47 pessoas morreram após serem infectadas pelo vírus. O balanço foi divulgado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).
A cidade de Paranaguá acumula 27 mortes por dengue. A secretária municipal de Saúde, Sandra Machado, destacou que houve redução no número de casos suspeitos atendidos diariamente no centro de referência criado em Paranaguá. "Chegamos a atender de 600 a 800 casos suspeitos por dia. Hoje, são atendidas cerca de 20 pessoas por dia. Continuamos fazendo o trabalho de rotina com outras ações paralelas e também com o apoio da 17ª Regional de Saúde de Londrina, pela experiência em lidar com a epidemia de dengue, e com o apoio da 1ª Regional", destacou.
Mutirões permanentes são realizados para a remoção dos criadouros do Aedes aegypti e para a aplicação do inseticida. Conforme a secretária, a população tem contribuído para eliminar os focos do mosquito. Foram confirmados 13.683 casos de dengue. A cidade permanece em primeiro lugar no número casos registrados, seguida de Foz do Iguaçu, com 5.010 confirmações, e Londrina, com 3.509.
Mais cinco cidades enfrentam epidemia da doença. Santa Izabel do Oeste, Jesuítas, Astorga, Ouro Verde do Oeste e Toledo entraram para a lista de 70 municípios que apresentam mais de 300 casos confirmados para cada 100 mil habitantes. De acordo com o último levantamento, 278 pessoas foram diagnosticadas com o zika vírus no Paraná e 60 com chikungunya.
Dos casos de zika vírus, 25 ocorreram em gestantes. Uma grávida da cidade de Irati e outra de Londrina sofreram aborto. As demais são acompanhadas pela Secretaria de Estado da Saúde, por meio do programa Rede Mãe Paranaense. Cinco gestantes da cidade de Colorado, uma de Paranavaí e uma de Rancho Alegre já tiveram os bebês. Todas as crianças serão acompanhadas até o segundo ano de vida pela secretaria.
O coordenador da sala de situação da dengue no Estado, Raul Bely, lembrou que as mortes confirmadas no último levantamento ocorreram nos meses de março e abril. "O mês de maio ainda está dentro da curva epidêmica. Hoje no Paraná temos várias áreas endêmicas e, com isso, mesmo com a entrada do inverno, as confirmações de dengue vão continuar. Não podemos nos descuidar. Os cuidados devem ser intensificados agora", ressaltou.
O governo do Estado permanece em negociação para adquirir vacinas contra a dengue. De acordo com Bely, a intenção é aplicar a primeira dose entre o final de junho e início de julho e a segunda dose, no mês de dezembro. "Isso ainda depende de situações burocráticas. O governo aguarda a finalização do processo de precificação pela Anvisa. "O Estado está produzindo todos os estudos e tem uma discussão muito adiantada", garantiu.

Viviani Costa
Reportagem Local
FOLHA DE LONDRINA
Paraná registra mais cinco mortes por dengue Paraná registra mais cinco mortes por dengue Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:23:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios