CORNÉLIO PROCÓPIO - Parque Científico e Tecnológico da UTFPR deve sair do papel






Obras da primeira fase do projeto no campus de Cornélio Procópio devem começar em outubro

Fotos: Divulgação
Projeto do parque tecnológico prevê laboratórios de projetos, desenvolvimento e certificação, hotel tecnológico, incubadoras e empresas que geram tecnologia
"Com o foco em inovação e tecnologia, o parque científico de Cornélio vai transformar o cenário econômico e científico regional", vislumbra o diretor da UTFPR-CP, Paulo Moselli

Cornélio Procópio – A primeira fase da construção do Parque Científico e Tecnológico (PCT), da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), no campus de Cornélio Procópio, deve começar em outubro. O início das obras foi confirmado pela diretoria da universidade em reunião realizada na semana passada no gabinete do prefeito de Cornélio Procópio, Frederico Alves. A documentação necessária para a licitação da obra está pronta e o próximo passo será a execução da terraplanagem do terreno disponibilizado para o PCT.
Segundo o diretor-geral da UTFPR-CP, Paulo Cezar Moselli, a viabilidade da terraplenagem facilita os trabalhos que são de responsabilidade da instituição. Ele afirmou que o parque foi concebido em parceria com o poder público com a missão de potencializar o crescimento econômico, produzir e disseminar conhecimento, agregar valor à produção local e qualificar mão de obra. "Com o foco em inovação e tecnologia, o Parque Cientifico e Tecnológico de Cornélio Procópio vai transformar o cenário econômico e científico regional", vislumbra Moselli.
A Prefeitura de Cornélio Procópio aguarda o projeto da obra para dar início a terraplanagem do terreno e já acionou o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), que deve auxiliar nas obras. Conforme o prefeito Frederico Alves, o governo do Estado já garantiu, por meio da Copel e Sanepar, as estruturas necessárias para a instalação elétrica e hidráulica do parque. "A visibilidade, até mundial, e inovação que o parque trará para a cidade promoverá avanços em nosso desenvolvimento, de maneira que será um marco histórico. Por isso vamos fazer a nossa parte e apoiar o projeto em sua integralidade", garante Alves.
O projeto foi apresentado recentemente à sociedade procopense e da região pelo diretor de Relações Empresariais e Comunitárias, Eurico Pedroso de Almeida. De acordo com o diretor, o parque tem como objetivo fomentar a geração de serviços de alto valor agregado, facilitando o fluxo de conhecimento e tecnologia, possibilitando a geração de empregos qualificados e a fixação de empresas de pequeno, médio e grande porte. "O projeto possibilita ainda o aumento da cultura e atividades empreendedoras, estimulando a competitividade na região", explica Pedroso.
Os recursos disponíveis para o início das obras, de R$ 3,6 milhões, serão utilizados na construção de dois barracões centrais. Quando concluído, o Parque Científico e Tecnológico terá laboratórios de projetos, desenvolvimento e certificação, hotel tecnológico, incubadoras e empresas que geram tecnologia, além de infraestrutura necessária para sua manutenção. Moselli destaca que o projeto será construído de acordo com a disponibilidade de recursos. Os primeiros resultados serão conhecidos entre os próximos cinco a dez anos.
O parque tecnológico será construído em uma área de 101 mil m², às margens da rodovia Melo Peixoto, na BR-369, nas proximidades do aeroporto de Cornélio Procópio. São parceiros da UTFPR na construção do PCT, a Uenp, Acecp, Prefeitura de Cornélio Procópio, Sebrae, Fiep, governo do Paraná, Famílias Gatti e Padovani, que doaram parte do terreno onde será instalado, e a Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop).
Marcos André de Brito
Especial para a FOLHA
FOLHA DE LONDRINA
CORNÉLIO PROCÓPIO - Parque Científico e Tecnológico da UTFPR deve sair do papel CORNÉLIO PROCÓPIO - Parque Científico e Tecnológico da UTFPR deve sair do papel Revisado por Blog do Chaguinhas on 08:52:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios