H1N1 deixa Jacarezinho em alerta



Município tem 31 casos confirmados e 655 suspeitos; três mortes causadas pela doença já foram registradas na região

Arquivo FOLHA
Jacarezinho segue recomendações medicando com Tamiflu todos os pacientes com sintomas da doença; campanha de vacinação chegou a 92,92% do público-alvo

Jacarezinho - Os números da gripe H1N1 em Jacarezinho são alarmantes. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, já são 31 casos confirmados e 655 suspeitos. Conforme o último boletim divulgado pela 19ª Regional de Saúde, na semana passada, três óbitos provocados pela doença foram confirmados na região.
De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Jacarezinho, Suelene Manfré Francisco de Oliveira, somente na semana passada 119 casos suspeitos foram contabilizados na cidade. "O número aumenta significativamente a cada semana, e realmente preocupa. Ainda mais agora com a queda brusca da temperatura. Porém, estamos seguindo as recomendações e todos os pacientes com sintomas da doença estão sendo medicados com o Tamiflu. Estamos com 655 casos suspeitos e 31 confirmados. Apesar do diagnóstico, nenhum dos pacientes infectados pela doença corre risco de morte", garante Suelene.
Na última quinta-feira, um morador de 19 anos faleceu na cidade com todos os sintomas da gripe. Apesar de haver suspeita de morte por H1N1, foi atestado pneumonia bilateral. "Este jovem chegou à unidade de saúde com todos os sintomas de H1N1 e, imediatamente, adotamos os procedimentos recomendados. Porém, ele não usou o medicamento da forma correta. Quando retornou em busca de ajuda médica, o quadro clínico já havia se agravado e infelizmente ele acabou falecendo. Não foi possível, sequer, recolher material para análise, o que normalmente ocorre na fase inicial da suspeição da doença. Por isso, o laudo aponta pneumonia bilateral com suspeita de H1N1 como causa da morte", explicou a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Jacarezinho.
A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população, em casos que o paciente apresentar febre, dor de garganta ou tosse associada a mais um sintoma, que procure imediatamente uma unidade de saúde. Há medicamento suficiente para atender à demanda, porém, ele deve ser receitado por um profissional da área médica.
Dos três óbitos por H1N1confirmados pela 19ª Regional de Saúde, um foi em Carlópolis e dois em Santo Antônio da Platina. Na sexta-feira, um novo boletim com os números da doença deve ser divulgado pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica de Jacarezinho.

VACINAÇÃO
De acordo com a Coordenadoria Regional de Imunização da 19ª Regional de Saúde, os 22 municípios da área de abrangência da unidade atingiram a meta fixada em 80% para imunização da influenza. Em Jacarezinho, a vacinação chegou a 92,92% do público-alvo. Já em Santo Antônio da Platina e Carlópolis, onde três óbitos provocados pelo vírus H1N1 foram confirmados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), as imunizações totalizaram 87,44% e 97,60% respectivamente. O relatório final divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) no dia 31 de maio aponta 100,74% de cobertura na região.
Luiz Guilherme Bannwart
Especial para a FOLHA DE LONDRINA
H1N1 deixa Jacarezinho em alerta H1N1 deixa Jacarezinho em alerta Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:28:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios