Timão pode ‘dormir’ na liderança






Mauro Horita/Estadão Conteúdo
Tite promoveu Walter ao posto de goleiro titular e a defesa completa três jogos sem ser vazada

São Paulo - Após o título do Campeonato Brasileiro do ano passado, Walter foi sondado pelo Flamengo. Mas o negócio não avançou. Se desse certo, ele iria porque havia feito apenas oito jogos em 2015. Hoje contra o Coritiba, às 20h30, no Itaquerão, pela sexta rodada deste Brasileirão, ele disputa seu sexto jogo consecutivo pelo Corinthians. Agora como titular, não mais como reserva de Cássio.
"Se tivesse alguma coisa na época (uma proposta) seria uma boa ter saído. Continuei trabalhando", afirmou o goleiro, formado nas categorias de base do XV de Jaú, cidade em que nasceu.
Aos 28 anos, esta é a primeira chance de Walter como titular em um grande clube. Antes havia passado por equipes como Iraty (Paraná), Caxias (Rio Grande do Sul) e União Barbarense, quando, em 2013, foi contratado pelo Corinthians.
Tranquilo e também considerado um goleiro "frio", Walter diz que se sente pressionado. Ele até admite que é pior quando se é reserva e se joga pouco. Mas reconhece que é uma situação difícil substituir um goleiro como Cássio. "Ele é ídolo (da torcida), então é complicado. Você tem que manter um nível alto, se não você perde a posição."
Há três jogos, Walter e o Corinthians não sofrem gols. Esse bom momento do sistema defensivo ajudou o time a embalar no Campeonato Brasileiro - são três vitórias consecutivas e o time está no G4. A sequência de jogos pode fazer com que Tite preserve alguns titulares.
Com lesão na coxa, Vilson está fora. Pedro Henrique, de 20 anos, fará seu primeiro jogo oficial como titular do time. Outro zagueiro da base, o garoto Léo Santos, também foi relacionado para o confronto, mas ficará como opção de banco.
Com dez pontos, o Corinthians irá assumir a ponta de forma provisória em caso de vitória simples sobre o Coritiba neste sábado, pois igualaria o número de triunfos e de pontos do líder Inter, que possui saldo de gols inferior ao do time paulista. A equipe gaúcha joga apenas no domingo, contra o Vitória, em Salvador, no complemento desta sexta rodada do Brasileirão.

Em São Paulo

CORINTHIANS - Walter; Fagner, Felipe, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Cristian, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel e Marlone; Luciano. Técnico: Tite
CORITIBA - Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho e César Benitez; João Paulo, Ícaro e Juan; Negueba (González), Kléber e Vinícius. Técnico: Pachequinho

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

Horário: 20h30

Local: Itaquerão
Vítor Marques
Agência Estado
FOLHA DE LONDRINA
Timão pode ‘dormir’ na liderança Timão pode ‘dormir’ na liderança Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:56:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios