Últimas notícias

BATALHÃO HOMENAGEIA SOLDADO ASSASSINADO POR CRIMINOSO

Imagem está agora na Galeria dos Heróis
Aconteceu na manhã de sexta-feira, dia quatro, na Sede 2º Batalhão em Jacarezinho, a inauguração do retrato do *Policial Militar Soldado Wilson Alves Rosa* na Galeria de Heróis da unidade. Ele teve sua vida abreviada em defesa da comunidade do Norte Pioneiro.
A cerimônia foi presidida pelo Major Emerson Castelo Branco Oliveira, Respondente pelo Comando da Unidade, com a participação da tropa e familiares do homenageado.
Durante a solenidade, o padre Reginaldo Guergolete realizou a leitura do Evangelho e na sequência fez uma reflexão dos acontecimentos, através de uma avaliação direcionada aos familiares e aos membros da corporação.
O Major Castelo Branco direcionou suas condolências aos familiares, bem como enalteceu positivamente a conduta profissional do homenageado: “Hoje a Polícia Militar do Paraná presta essa justa homenagem ao Soldado Wilson e externa, com esse ato, nossa eterna gratidão e reconhecimento pela sua dedicação à causa pública”*. Finalizou, parafraseando São Paulo Apóstolo: O Soldado Wilson combateu o bom combate, chegando ao ponto máximo de sacrifício, o de entregar sua vida em defesa da comunidade”.
Histórico do Homenageado:DADOS PESSOAIS
Nascido aos 27 de março de 1951, na cidade de Ibaiti, filho de VALDEMAR ALVES e de JANDIRA ALVES ROSA, casado com SEBASTIANA ALVES ROSA, com quem teve quatro filhos: WILIAN , RICARDO, NALDIR e DIARLES , na época com 17, 16, 15 e dez anos de idade, respectivamente.
Ingressou nas fileiras Polícia Militar do Estado do Paraná em 24 de maio 1976, com 24 anos de idade,
endo trabalho em diversos municípios do Norte Pioneiro.
DADOS DA OCORRÊNCIA
Na data 30 de agosto do ano de 1992, o Soldado Wilson estava de serviço na Rua Principal do Distrito do Campinho, município de Ibaiti, local onde prestava serviço desde o ano de 1986.
Por volta das 19 horaa, daquela fatídica noite, durante patrulhamento, o Soldado Wilson foi surpreendido covardemente e à traição por um criminoso que há alguns anos havia sido preso pelo homenageado, por conta de um homicídio que tal indivíduo havia cometido no Distrito de Santa Maria do Rio do Peixe, pertencente ao município vizinho de Congonhinhas-PR.

O criminoso, que encontrava-se foragido Colônia Penal Agrícola do Paraná, golpeou por diversas vezes o soldado Wilson com uma faca, o qual foi socorrido, todavia já chegou sem vida ao hospital da cidade de Ibaiti.
O Soldado Wilson Alves Rosa faleceu aos 40 anos de idade e contava à época com 16 anos de serviços. Exemplo de retidão e amor à Polícia Militar do Paraná, foi um exemplo a ser seguido por todos. Sua demonstração de coragem e dedicação à causa pública ficará indelevelmente marcada na história do 2º Batalhão de Polícia Militar e de seus familiares, sendo sua influência tão positiva que mais tarde seus quatro filhos também ingressariam nas
atro filhos também ingressariam nas fileiras da Corporação e hoje também fazem parte da PM.
FONTE - NP DIARIO

Nenhum comentário