Últimas notícias

FUTEBOL - Números animam LEC para jogo decisivo

Jogadores dizem estar preparados para "clima de guerra" na partida contra o Juventude em Caxias do Sul, onde Tubarão tem bom retrospecto.

Vivendo seu melhor momento na Série B, o Londrina quer manter a sequência de vitórias e seguir em busca do sonho do acesso. Os números conspiram a favor do Alviceleste para o duelo contra o Juventude, quinta-feira (27), em Caxias do Sul. O time gaúcho é o pior mandante da competição e está na zona do rebaixamento. Além disso, o Tubarão tem bom retrospecto nos últimos jogos atuando no Alfredo Jaconi.  



Sem tomar gols e com três vitórias nos últimos três jogos - sequência inédita nesta Série B -, o LEC chega cheio de confiança para o confronto no Rio Grande do Sul. Nas últimas cinco partidas atuando em Caxias, o LEC conquistou três vitórias, um empate e sofreu apenas uma derrota. No ano passado, o Alviceleste venceu por 2 a 0, com gols de Germano e Safira. 


"É bom ficar sem tomar gol, mas se ganharmos de 3 a 2, está ótimo. Não importa o placar, mas sim que conquistemos a vitória para seguirmos neste crescimento na competição", apontou o goleiro Vagner. "Vamos enfrentar um adversário de qualidade, mas temos condições de trazer um grande resultado."

O Londrina também comemorou a folga de nove dias na tabela. O período foi importante para recuperar fisicamente alguns atletas e ajustar a equipe para as duas partidas fora de casa. Na terça-feira (2), o rival será o Goiás. "Saímos com muitos jogadores lesionados e com dores musculares. E também conseguimos treinar algumas variações táticas para usarmos durante as partidas", frisou o técnico Roberto Fonseca. 




Apesar do período sem jogos, o zagueiro Dirceu e o atacante Dagoberto não se recuperaram a tempo da lesão no tornozelo e ficam de fora. Fonseca não quis adiantar os substitutos, mas os escolhidos devem ser Leandro Almeida e Carlos Henrique.

"Ele (Carlos Henrique) é o imediato para o lugar do Dagoberto se a gente não trocar nada daquilo que vamos fazer. Mas temos outras opções que trabalhamos também. Precisamos de planos diferentes para o começo e a sequência do jogo", ressaltou o treinador.

O Juventude aposta tudo nesta partida para sair da zona do rebaixamento. Após vencer na última rodada o Atlético em Goiânia - até então o time gaúcho acumulava dez partidas sem vitórias -, a equipe sabe que precisa melhorar o aproveitamento em casa para tentar escapar da degola. 



O Alviverde é o pior mandante da Série B, com apenas 30% de aproveitamento no Alfredo Jaconi. Foram duas vitórias, seis empates e cinco derrotas. "Sei que eles estão preparando um clima de guerra, mas nós vamos preparados para a guerra também. Ganhamos dos dois últimos adversários que falaram isso. Vamos determinados a vencer", afirmou o lateral-esquerdo Sávio.



Lucio Flávio Cruz/ Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário