Palmeiras foge da ira da torcida



Sem vencer, Cuca comandará os treinos de hoje em Atibaia, onde equipe permanece concentrada em busca de tranquilidade

Douglas Pingituro/Agência O Dia/Estadão
Após pedra lançada contra ônibus palmeirense, polícia fez plantão no CT para evitar confusões

São Paulo - A série de quatro derrotas seguidas do Palmeiras, agravada pela goleada sofrida no domingo diante do Água Santa, fez a diretoria reagir. O presidente do clube, Paulo Nobre, se reuniu ontem com o elenco e classificou o resultado como "inadmissível". Já a comissão técnica transferiu os treinos para a Atibaia, onde os jogadores vão ficar concentrados por dois dias.
A ida para o interior é para buscar tranquilidade. A derrota por 4 a 1 em Presidente Prudente despertou a ira de parte da torcida. O ônibus que transportava o time de volta à capital foi atingido por uma pedra na madrugada de segunda-feira quando estava a cerca de 150 quilômetros da chegada. Ninguém se feriu.
O elenco se reapresentou no início da tarde, quando novamente se deparou com um clima ruim. Alguns torcedores aplaudiram ironicamente a chegada dos carros dos jogadores à Academia de Futebol. E a Polícia Militar fez plantão no local para evitar possíveis confusões.
Hoje pela manhã, o elenco viaja para Atibaia, onde faz dois treinos e fica até amanhã à noite. O grupo retorna para São Paulo e continua concentrado para o compromisso de quinta-feira, quando recebe o Rio Claro, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista.
A derrota para o Água Santa derrubou o clube para a última posição do Grupo B, sob o risco de rebaixamento. O dia começou com uma reunião com o presidente do clube. Logo depois, Nobre concedeu entrevista coletiva em que disse confiar na reação do Palmeiras e assumiu ser o responsável pela crise.
"Eu, como presidente do clube, assumo 100% das responsabilidades pela montagem do elenco, pelo Palmeiras não ter deslanchado e tenho a confiança que o time pode e vai reverter essa situação", afirmou.
O dirigente reiterou confiar no trabalho de Cuca. Desde que o técnico assumiu o cargo, o time só coleciona derrotas, mas caberá ao recém-chegado explicar como o atual campeão da Copa do Brasil perdeu o poderio. "O Cuca poderá responder nas próximas semanas. Não está dando liga. Ele não pode ser cobrado de nada", disse.
Nobre garantiu que os jogadores também estão constrangidos pela situação, mas repetiu ter confiança na reação. "Quero deixar claro que não existe racha neste grupo, não existem ‘laranjas podres’ ", afirmou. O dirigente também lamentou a invasão do treino no último sábado, quando um grupo de torcedores se reuniu com jogadores na Academia de Futebol.
"Não tenho nada contrário a qualquer torcedor, uniformizado ou não. Mas as conversas com o elenco cabem aos profissionais, e não ao torcedor. Não ajuda em nada, nunca ajudou. São desordeiros que acham que pode falar com jogar, ou que podem mandar em alguma coisa. A torcida não tem o direito de invadir a casa dos outros, com base na pressão", criticou.
Ciro Campos
Agência Estado
folha de londrina
Palmeiras foge da ira da torcida Palmeiras foge da ira da torcida Revisado por Blog do Chaguinhas on 06:14:00 Rating: 5

Anúncios