[Fechar]

Advertisement

Últimas notícias

Novos contratos do pedágio ficam para depois de março de 2022. Turini sugere DER na gestão




 Os novos contratos devem ser assinados somente no segundo trimestre do ano que vem, de acordo com a previsão oficial do Ministério da Infraestrutura. O cronograma estabelece ainda o lançamento do edital de licitação a partir de outubro de 2021 e a realização do leilão no primeiro trimestre do 2022.

O deputado estadual Tercilio Turini apresentou as datas em pronunciamento hoje na Assembleia Legislativa, baseado em informações do site do ministério e da notícia divulgada em Londrina pelo jornalista Fernando Brevilheri, do Grupo Tarobá. “Com o cronograma oficializado, além das questões sobre a nova modelagem precisamos definir também como será a gestão do pedágio e das rodovias”, afirmou.

Para Tercilio Turini, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) tem condições de assumir a gestão do pedágio e das rodovias no Paraná, controlando a arrecadação dos valores das tarifas e executando obras e serviços de manutenção no Anel de Integração. “Sugiro que o DER assuma o controle e a administração das 27 praças de pedágio. É o órgão estadual que tem todas as informações sobre o sistema rodoviário”, ressaltou.

As concessões vigentes terminam em 27 de novembro deste ano e como os novos contratos vão ficar para o segundo trimestre de 2022, haverá intervalo de no mínimo quatro meses. Tercilio Turini lembrou que faltam sete meses para o término dos atuais contratos e, por isso, o formato de gestão no período após o fim das concessões precisa ser decidido com antecedência.

“O pior cenário possível é a prorrogação dos contratos das atuais concessionárias. O Paraná já decidiu que não quer isso”, declarou o deputado estadual.

Nenhum comentário

UA-102978914-2